Workshop de implementação do BIM no Maranhão é recorde de público

2017-04-25-PHOTO-00000019

Representantes das construtoras e incorporadoras da cadeia produtiva do Maranhão, trocaram experiências e tiveram a oportunidade de conhecer as vantagens da utilização do BIM (Modelagem da Informação da Construção), que já se tornou padrão no projeto, na construção e na operação de edifícios, em escala mundial. O grupo participou, nesta terça-feira (25/04), do Workshop Implementação do BIM, realizado na sede da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (FIEMA), pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), por meio da Comissão de Materiais, Tecnologia, Qualidade e Produtividade (COMAT).

Em São Luís, o “Road show BIM” contou com as presenças do presidente do Sinduscon-MA, Fábio Ribeiro Nahuz; do vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (FIEMA), José Orlando Soares Leite Filho; do reitor da Universidade CEUMA, Saulo Martins; do secretário municipal de Urbanismo e Habitação de São Luís, Leonardo Andrade; do presidente da Associação dos Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário do Maranhão (ADEMI- MA), Cláudio Calzavara; e da gestora dos projetos de inovação e tecnologia da CBIC, Raquel Ribeiro, representando o presidente da COMAT, Dionyzio Antonio Klavdianos, além dos representantes das empresas desenvolvedoras software e demais lideranças do segmento da construção.

A gestora dos Projetos de Inovação e Tecnologia (Comat) da CBIC, Raquel Ribeiro, apresentou a mensagem do presidente da Comissão. “O BIM é uma inovação adequada, pertinente e pronta para a realidade do pequeno e médio empresário da construção, que necessita trabalhar na formalidade e tem claro que seu diferencial será a qualidade e produtividade.”, escreveu o presidente da COMAT, Dionyzio Antonio Klavdianos , em seu discurso lido pela gestora da CBIC. A gestora da COMAT, em nome da CBIC, também parabenizou o Sinduscon-MA pelo empenho na organização do evento que gerou um recorde público nesta primeira edição do evento. “A edição do evento no Maranhão foi recorde, com 319 participantes”, disse Raquel.

Na ocasião, Raquel Ribeiro ressaltou que o governo federal vai instituir um comitê de trabalho interministerial responsável por definir uma estratégia nacional de implantação do BIM. A iniciativa, que conta com a interlocução da CBIC, foi destaque na edição, desta segunda-feira (24/04), do jornal Valor Econômico. O BIM é entendido como um caminho seguro para diminuir aditivos contratuais em obras públicas e reduzir desperdícios, promovendo mais eficiência ao gasto nas obras. A expectativa do segmento é de que o comitê seja lançado oficialmente durante o 89° Encontro Nacional da Indústria da Construção (Enic), que será realizado em Brasília de 24 a 26 de maio.

O Workshop Implementação do BIM, que a COMAT/CBIC está realizando pelo país, tem como objetivo democratizar o conhecimento sobre o tema e oferecer subsídio à implementação da metodologia que está revolucionando a forma de construir das empresas. Uma das mais promissoras tecnologias desenvolvidas para a construção civil, o BIM é tido como um caminho sem volta para os profissionais envolvidos na indústria do segmento.

Promovido pela CBIC e pelo SENAI Nacional, com realização pelo Sindicato das Indústrias da Construção Civil do Maranhão (Sinduscon-MA) em parceria com o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE- MA) e CANOPUS Construções, o evento realizado em São Luiz, é o quinto no Brasil e tem buscado apresentar aos empresários da indústria da construção, o potencial transformador do BIM.

Na ocasião, foram abordados temas como, a Coletânea de Implementação do BIM, voltado para construtoras e incorporadoras, com conteúdo prático para adesão à inovação; o papel dos desenvolvedores de software BIM e a apresentação de experiências bem-sucedidas de empresas do segmento.

A CBIC, no ano passado, tornou disponível gratuitamente à cadeia produtiva a “Coletânea Implementação do BIM para Construtoras e Incorporadoras (http://cbic.org.br/bim/). As ações descritas estão contidas no projeto de disseminação do BIM, uma iniciativa CBIC e SENAI Nacional.

A publicação, assinada por Wilton Catelani, é um passo a passo completo sobre a implantação da plataforma BIM. Está organizada em cinco volumes: Fundamentos BIM, Implementação BIM, Colaboração e Integração BIM, Fluxos de Trabalho BIM e Formas de Contratação BIM.

O presidente do Sinduscon-MA, Fábio Ribeiro Nahuz, reforçou a tese de que o BIM tornou-se imprescindível no setor da construção. “Trazer para as empresas de construção civil do Maranhão o conhecimento e o aprofundamento dessa ferramenta é, sem dúvida, um grande avanço, já que o uso dessa tecnologia é imprescindível. A CBIC já vem disseminando o BIM por todo o país, inclusive com material informativo, e temos certeza que esse workshop possibilitará às empresas maranhenses uma visão mais detalhada dessa tecnologia e a possibilidade delas verificarem a viabilidade em adotá-la”, afirmou o presidente do Sinduscon-MA, Fábio Nahuz.

EXPERIÊNCIAS BEM-SUCEDIDAS E RESULTADOS OBTIDOS

Na primeira parte do evento, o consultor Rogerio Suzuki apresentou o Guia BIM da COMAT/CBIC, detalhando os primeiros passos para a utilização dos processos BIM. Na sequência, as empresas desenvolvedoras de software apresentaram o seu produto. O engenheiro de suporte da TRIMBLE, Jonatan Batista, especialista em estruturas de concreto e fundações, apresentou a modelagem de um edifício explicando que o trabalho é simples e descomplicado. Em seguida, foi a vez do arquiteto e urbanista, especialista em vendas técnicas da AUTODESK, Ricardo Cardial, mostrar na prática como o BIM pode ser implementado.

Na segunda parte do evento, Rodrigo Girardi, diretor da QUATTRO D, empresa que faz Modelagem BIM dos projetos em 2D para o modelo em 3D, explicou que um dos caminhos é a possibilidade de contratar uma empresa desenvolvedora do modelo BIM que tenha o expertise de modelar projetos. A CBIC vem difundindo junto a suas associadas um cadastrado de 20 a 30 empresas no Brasil que fazem este tipo de serviço, oferecendo, portanto, opções para quem já quiser utilizar o BIM em sua empresa.

O BIM viabiliza expressivos resultados do ponto de vista técnico, de sustentabilidade e de redução de custos. Reduz o retrabalho, ordena a logística de todo o processo construtivo e possibilita o cumprimento de prazos. Permite também ensaiar todas as etapas do projeto, mitigando erros de planejamento no andamento da obra. A construção virtual do projeto integra e conserva todas as informações da obra, caso, no futuro, seja necessária a consulta de alguma delas.

Ao final da programação foi apresentado o estudo de caso da empresa SINCO EMGENHARIA, pela gerente de projetos e do departamento BIM da construtora, Priscila de Castro, que fez um relato sobre o trabalho da gestão em BIM em suas obras e o resultado alcançado. ” Para implementar o BIM é necessário coragem” afirmou a gerente da Sinco.

Para Suzuki a iniciativa liderada pela CBIC cumpre papel fundamental na disseminação do uso do BIM. “Através da conscientização e educação acerca do assunto, esclarecendo conceitos e benefícios, alerta, ao mesmo tempo, para desafios na sua implementação, além de trazer o “status quo” do mercado, no que diz respeito ao grau de adoção nas diversas regiões do país,” explicou,

Durante os eventos de capacitação o consultor tem monitorado pesquisa de avaliação de implementação do BIM junto aos representantes das empresas no workshop. Segundo ele, o Guia é o ponto de partida para a implementação do processo BIM. “É necessário definir objetivos, capacitar pessoas e planejar a implantação, disse Suzuki.

Nas localidades onde o evento foi realizado, o público médio de participantes girou em torno de 180 a 250 pessoas. A edição do evento no Maranhão foi recorde com 319 participantes. A CBIC está tabulando os dados colhidos nas localidades onde o evento já foi realizado, como Belo Horizonte, Recife e Fortaleza e Manaus. Os resultados serão divulgados no dia 25 de maio durante o 89°Enic. Após o Enic, o Workshop de implementação do BIM será realizado em São Paulo, no dia 13 de junho.

Fonte: CBIC HOJE – ED. 25 DE ABRIL DE 2017